5 conceitos sobre finanças que todo franqueado precisa saber – MV Tecnologia

Ser o próprio chefe é o sonho de muitas pessoas. Ter tempo livre para curtir amigos, familiares, tirar férias ou fazer o próprio horário, são apenas alguns dos benefícios. Entretanto, não é preciso criar um negócio do zero, correr riscos desnecessários e gastar mais horas de trabalho. Ser um franqueado, podendo contar com um modelo de negócio estruturado, é uma excelente oportunidade e garante resultados mais rápidos.

Portanto, ao escolher uma franquia e montar uma equipe é importante delegar funções, o que evita sobrecargas e garante mais eficiência. No entanto, é fundamental que o franqueado possua conhecimentos básicos sobre finanças. Isso permite que ele faça sozinho a administração do negócio ou saiba orientar os funcionários responsáveis pelo setor.

5 conceitos sobre finanças que todo franqueado precisa saber

  1. Fluxo de caixa

As franqueadoras costumam entregar projeções financeiras baseadas no padrão médio de lojas já abertas. Sendo assim, é importante que o franqueado se lembre que esses dados podem variar de acordo as particularidades da sua franquia. Utilize, portanto, essas informações como base e complete os dados com uma pesquisa sobre negócios locais, franquias próximas e até mesmo marcas concorrentes. Com os resultados em mãos, é possível planejar o fluxo de caixa para os próximos meses, mas sempre lembrando que leva um tempo para crescer após abrir as portas.

  1. Necessidade de capital de giro

O capital de giro é o valor necessário para manter o negócio em períodos de baixo retorno financeiro. Para calcular esse valor, considere as contas básicas que não podem atrasar: aluguel, luz, água, funcionários e fornecedores. Alguns meses e datas comemorativas podem aumentar ou diminuir o movimento da sua franquia. Por isso, faça um cronograma anual e esteja preparado para os altos e baixos.

  1. Prazo de retorno

Ao abrir uma franquia, é preciso ter um investimento inicial para as despesas com o preparo do local e também para cobrir os custos dos primeiros meses, que podem apresentar baixo retorno financeiro. Para calcular em quanto tempo a franquia dará retorno deste investimento, você deve dividir o total investido pelo lucro mensal.

  1. Prazo de recebimento

Em alguns casos, a maioria dos pagamentos pode ser à vista ou parcelado. Isso significa que as datas de saída de dinheiro com pagamentos de fornecedores e contas básicas podem não coincidir com os dias de entrada dos pagamentos dos clientes. Portanto, tenha datas e prazos anotados e bem definidos. Essa diferença será bastante relevante nos primeiros meses e os dados devem ser considerados também no prazo de retorno e no capital de giro.

  1. Pagamento de royalties

O pagamento de royalties varia em cada franquia. Por isso, busque entender os detalhes desde o começo para evitar atrasos. A cobrança é contínua e pode ser feita mensalmente com valor fixo. Ela pode variar a cada reposição de estoque em casos de revendas ou pode, até mesmo, ter como base uma porcentagem no lucro mensal. Dessa forma, este dado também deve ser considerado nos itens anteriores, como capital de giro e prazo de recebimento. Faça uma previsão realista para os próximos meses.

Deixe um comentário